JOYN GROUP

Escrito por: Dora Gonçalves, Fyld

A Nova Era Profissional

Já tantas palavras foram escritas sobre esta nova era profissional … que todos sem exceção, tivemos de nos adaptar à ‘força’ sem ter tempo para pensar, mas com um único foco: sobreviver unidos e mais fortes.

Sempre fui uma pessoa caseira, pelo que ficar confinada ao meu porto de abrigo inicialmente não foi muito complicado, mas deixei de me sentir livre e poder sair sempre que queria.

De repente tenho de transformar a minha casa numa universidade e em dois escritórios, em que cada um de nós fica ‘literalmente’ fechado numa divisão da casa, para que a vida continue.

A minha varanda foi transformada num miniginásio para exercitar corpo e mente.

A hora de almoço é o encontro da família e, é nesta altura, que partilhamos a nossa manhã, mas temos sempre de conciliar os horários o que nem sempre é fácil pois temos uma tarde igual pela frente.

Os dias passam e para quem pensava que produzir nesta circunstância não era possível, ficou provado que o é, pessoalmente acho que se trabalha mais, pois estamos mais calmos e gerimos melhor o nosso tempo.

Falando de tempo, este parece passar mais devagar e há que ser mentalmente forte para nos mantermos saudáveis, mas chega a um ponto em que temos de nos reinventar… Os meus dotes culinários foram apurados e ganhei uma ajudante ‘pasteleira’ em casa que não sabia que tinha, fizemos uns petiscos deliciosos as duas.

Comecei a trabalhar muito cedo e a minha vida foi sempre cheia de desafios…Iniciei a minha carreira profissional no Banco Espírito Santo e Comercial de Lisboa e trabalhei na banca durante 27 anos, dezassete dos quais na Espírito Santo Informática, onde desempenhei funções de analista funcional e gestão de projetos.

Mas a nossa vida, por vezes, leva-nos até um cruzamento e temos de fazer novas escolhas e seguir o nosso rumo. Em 2016 assumo funções de Business Analyst e de Project Manager na área de pagamentos e controlo de fraude da TAP.

Reflexo desta pandemia, começo em teletrabalho e, com a entrada da organização em período de ‘lay-off’, um novo desafio bate à minha porta e, inicia-se uma nova fase de procura e de entrevistas para que a estabilidade profissional volte.

A vida é como um carrocel; é sempre mais uma ‘voltinha’! Este desafio comum que alterou a vida de todos não será maior que cada um de nós.Sempre acreditei que tudo acontece por um motivo e que tudo acaba bem, e se ainda não estamos bem, então é porque ainda não acabou, mas estamos vivos e a lutar por um futuro melhor.

Adoro viajar e conhecer novos países, sabendo que nas próximas férias terei de levar mais umas coisas na mala… mas os dias de normalidade voltarão, com o sentimento de paz e segurança.

A minha felicidade passa por ter o amor da minha família e aqueles que nos amam de verdade por perto, juntos tudo se ultrapassa.

A vida é uma constante aprendizagem e, como forma de despedida, deixo-vos com umas palavras inspiradoras, sejam felizes.